Volume
Rádio Offline
Pesquisa revela que 65% das empresárias cuidam de suas lojas online sozinhas
11/04/2022 21:15 em Atualidade

Um estudo realizado pela plataforma de e-commerce Nuvemshop mostrou que as mulheres são a maioria no empreendedorismo digital brasileiro. De acordo com os dados do levantamento, cerca de 66% das pequenas e médias empresas online possuem uma liderança feminina.

No entanto, apesar de terem a maior participação no e-commerce, a jornada é mais solitária entre as mulheres. A pesquisa também apontou que cerca de 65% dessas empresas lideradas por mulheres contam apenas com a fundadora como funcionária, demonstrando que as mulheres devem se desdobrar entre as diferentes funções do negócio.

A sobrecarga tem causado impactos na saúde das mulheres, que relatam com maior frequência as complicações. Na pesquisa, 36,3% das mulheres ouvidas confirmam sentir prejuízos na saúde física ou psicológica no trabalho, enquanto a porcentagem cai para apenas 20% entre os homens entrevistados.

Já em relação à idade, o levantamento apontou que os empreendedores estão começando cada vez mais cedo. 35% das donas de lojas online têm entre 18 e 29 anos, enquanto os homens na mesma faixa etária representam 31% dos empreendedores online. Embora as mulheres jovens tenham uma participação um pouco maior, a veia empreendedora está mais forte entre os dois gêneros na juventude.

Quanto ao grau de ensino, seja em faculdade de administração ou outras áreas, 36,5% das mulheres que lideram um e-commerce têm ensino superior completo, sendo que 20,2% já terminaram também a pós-graduação. Entre os homens, esses números também são mais baixos, sendo que 27,5% não chegaram a terminar a faculdade e somente 10% concluíram a pós-graduação.

Segundo especialistas, no entanto, o alto nível de escolaridade entre as mulheres empreendedoras pode ser resultado de uma necessidade maior de ter um diferencial no mercado de trabalho, uma vez que ainda há muita discriminação e falta de reconhecimento do sexo feminino para ocupar as mesmas posições que homens.

Presença feminina entre diferentes setores

Entre os setores que possuem maior presença feminina no meio online, estão as lojas de arte (72%), materiais para escritório (70%), acessórios e moda (69%), produtos eróticos (67%) e joias (63%).

As principais justificativas para a criação de lojas online entre as empreendedoras é a expansão do negócio para gerar um crescimento nas vendas, de acordo com 65,3% das entrevistadas. Já para 48,8% também é importante a autonomia e a liberdade que o meio digital proporciona.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE